Quem visita a praia de Maresias, localizada no município de São Sebastião, tem uma infinidade de passeios para fazer em seu entorno durante a sua estadia. O litoral Norte de São Paulo é uma faixa compreendida entre o mar e uma porção generosa e preservada de Mata Atlântica, que esconde praias e refúgios de uma beleza natural exuberante.

O Blog da Pousada Porto Mare vai começar a publicar uma série de destinos que podem ser visitados nos entornos de Maresias para tornar a visita a São Sebastião inesquecível para qualquer viajante. E começamos pelo Refúgio de Alcatrazes.

Unidade de conservação ambiental

O chamado Refúgio de Vida Silvestre do Arquipélago de Alcatrazes é uma unidade de conservação mantida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O arquipélago que compreende 13 ilhas está localizado a 45 Km da costa de São Sebastião e é um dos maiores ninhais de aves marinhas do Brasil.

O local foi, por muitos anos, frequentado apenas por pesquisadores e também era utilizado como área de treinamento da Marinha do Brasil. No entanto, desde 2018 foi aberto para receber turistas em visitas embarcadas, com mergulhos autônomos e sempre sob supervisão e regras do ICMBio.

Mais de 2 mil visitantes

Segundo balanço da Prefeitura de São Sebastião, desde a abertura o local já recebeu a visita de mais de 2 mil turistas, sempre acompanhados por guias treinados que informam os visitantes sobre a importância do local e sobre todas as regras de preservação.

Por isso, toda visita tem que ser feita contratando operadoras cadastradas e autorizadas pelo ICMBio. No total, cerca de 20 empresas e 135 condutores têm permissão para levar os turistas a Alcatrazes, você pode consultar a lista neste link.

Belezas naturais

O Refúgio de Alcatrazes abriga mais de 1.300 espécies e algumas delas ameaçadas de extinção. Lá está localizado o maior ninhal de Fragatas do Atlântico Sul, uma ave de plumagem preta e peito branco, que se alimenta de peixes. O local é ainda uma área de alimentação, reprodução e descanso de mais de 10 mil aves marinhas.

As águas de Alcatrazes têm condições ideais para reprodução e crescimento de milhares de espécies de peixes, de todas as formas, cores e tamanhos. A região concentra a maior quantidade de peixes do Sudeste brasileiro e tudo isso é possível ser visto em um mergulho de flutuação, em uma parada da visita embarcada.

Tartarugas marinhas, raias, tubarões, baleias e golfinhos também frequentam o arquipélago em diferentes épocas do ano porque lá encontram condições propícias para reprodução e crescimento. O turista pode também contratar serviços de mergulhos autônomos para contemplar o ambiente marinho submerso.

Arquipélago de Alcatrazes / Fonte: ICMBio

Quando ir

Segundo informações do ICMBio, o Refúgio de Alcatrazes pode ser visitado em qualquer época do ano. Mas entre os meses de novembro e maio há melhores condições climáticas e oceanográficas para navegação e mergulho autônomo.

A baleia-de-bryde pode ser vista no arquipélago durante o ano todo, assim como as diversas espécies de golfinhos. Já a baleia-jubarte e as aves marinhas pelágicas (albatrozes e petréis) são mais comuns durante os períodos de outono e inverno.

Atenção às regras!

Por se tratar de uma área de preservação ambientam importantíssima para milhares de espécies, se você for visitar Alcatrazes saiba que é preciso seguir rigorosamente as regras do ICMBio. Essas são algumas delas:

Fonte: ICMBio

Para se preparar melhor, acesse e leia o Guia de Conduta Consciente em Ambientes Naturais e ainda as Normas de Proteção para a Visitação Pública do Refúgio de Alcatrazes, elaborados pelo ICMBio.

Leia também nosso artigo Férias em Maresias: tudo o que você precisa saber, e consulte o nosso Guia de Serviços de Maresias

 

  • Crédito da foto principal: Marcos Bonello |PMSS